Páginas

segunda-feira, 19 de dezembro de 2011

Muito tempo sem escrever

0 comentários
Nossa quanto tempo não venho aqui no meu cantinho para escrever. Já se passaram 5 meses que minha filhota nasceu, e para mim ainda parece que foi ontem, como passou depressa. Ela ta a cada dia mais linda, gordinha a beça, risonha, um amor. Os dentinhos ja nasceram os 2 de baixo e ela ta na agunia acho que ta vindo mais dentinhos por ai. 

quarta-feira, 28 de setembro de 2011

Ressucita-me (Aline Barros)

0 comentários

Mestre eu preciso de um milagre
Transforma minha vida o meu estado
Faz tempo que não vejo a luz do dia
Estão tentando sepultar minha alegria
Tentando ver meus sonhos cancelados
Lázaro ouviu a sua voz, quando aquela pedra removeu
Depois de quatro dias ele reviveu
Mestre não há outro que possa fazer
Aquilo que só o teu nome tem todo poder
Eu preciso tanto de um milagre

Remove minha pedra
Me chama pelo nome
Muda minha história
Ressuscita os meus sonhos
Transforma minha vida
Me faz um milagre
Me toca nessa hora
Me chama para fora
Ressuscita-me

Tu és a própria vida
A força que há em mim
Tu és o filho de Deus
Que me ergues pra vencer
Senhor de tudo em mim
Já ouço a tua voz
Me chamando pra viver
Uma história de poder!


Amo demais!!!!

0 comentários
Na hora do sufoco é que percebemos o quanto coisas simples da vida como tomar banho almoçar e jantar sozinha é que damos valor. A mesma coisa são pessoas que estão ao seu redor. No tempo em qu fiquei internada vi o quanto amava minha família, principalmente minhas filhas e meu namorido. Foi por eles que criei forças para poder superar tudo que passei, e passar por cima de tudo para ficar ao lado deles de novo. Amo todos demais e não seria o que seria de  mim se não tivesse todo esse apoio e todo carinho que recebi. Agradeço a Deus por ter colocado principalmente o Rafael  na minha vida, que apesar dele ter aquele jeito todo ignorante de ser foi quem mais me deu força mesmo sem saber o que estava fazendo, só de ouvir a voz e saber que ele me ama estava do meu lado ja foio suficiente para eu seguir em frente...


Te amo!!!

Relatos do meu parto...dia 7 de julho de 2011

0 comentários
Quando e diziam que uma gravidez não é igual a outra eu custei acreditar mas vi que era verdade pois essa gravidez foi bem diferente da minha primeira. E quando falavam sobre o parto também demorei a acreditar, e só no dia que percebi que seria muito diferente. Um dia antes eu estava sentindo uma dorzinha bem de leve nas costas nada comparado ao que eu senti na primeira gravidez, consegui dormir bem a única coisa que encomodou foi o tamanho da barriga nada mais. No dia 7 acordei entrei na net coloquei minha filha para escola e fui ao médico, mas nem me liguei na dor nas costas fui mas preocupada com a minha pressão. Quando cheguei a enfermeira verificou meu peso, pressão tudo que sempre verificava duarante as consultas. Minha pressão tava hiper alta (17 por 11) e ja estava com 1cm de dilatação. Acabei ficando internada. Fiquei deseperada pois so estava eu e meu namorado e como era hospital público ele não poderia ficar comigo, ele teve que vim buscar minha mãe para ela poder ficar comigo, foi só o tempo dela chegar e outro médico me examinar e resolver me operar. Fiquei deseperada, mas não poderia esperar pois minha p.a tava muito alta se demorasse mais eu acabaria tendo uma eclâmpsia e hoje não estaria aqui. Na sala de operação minha mãe não pode entrar e eu fiquei mais nervosa ainda, uma por estar operando e outra porque sabia que estava correndo risco, ma graças a Deus durante a cirurgia foi tudo normal, minha filha nasceu linda e saudável, msa em mim ficaram as complicações. No dia seguinte a cirurgia estava cheia de dor e minha p.a naum abaixava de jeito nenhum so ficava entre 19, 18, 17, 16, e isso foi me deixando nervosa. Não podia receber visitas, só ficava comigo quem ia fica de acompanhante por que nem da cama eu conseguia levantar, no 4° dia de internação que eu me levantei e tomei um banho com muita dificuldade mas fui, mais mesmo assim eu ainda naum estava bem. Comecei e a entrar numa depresao horrivel tudo eu chorava, não podia nem falar da minha filha mais velha que chorava de soluçar nem pelo telefone eu queria falar com ela. Nesse mesmo dia uma doutora viu meu caso, e perguntou o porque deu estar daquele jeito e eu disse que estava ansiosa principalmete para ver meu namorado(coisa que eu ainda não tinha feito), ela liberou ele subir mas uma enfermeira não deixou (ai que raiva!!). No final do dia ela me deu alta e eu fui  para o quarto, e minha p.a entaum normalizou. depois de cinco dias interanda eu tive alta e felizmente voltei para casa e pude rever minha filha, meu pai e meu namorado...já estava morrendo de saudades deles e o que mais me deixava pra baixo era não poder vê-los mas depois de tantos dias de tensão voltei finalmente para casa.
"Nada melhor do que está compartilhando momentos felizes ao lado de quem nós amamos"
Razões da minha vida

terça-feira, 26 de julho de 2011

Minha princesa nasceu...

0 comentários



Depois de tanta espera, tanta agunia, tanta expectativa minha princesinha nasceu no dia 7 de julho de 2011 com 49cm e pesando 3,660kg de parto cesário. Estou muito feliz, minha filha e meu "namorido" então nem se fala, ficam os dois babando em cima da minha bebê. Mas nem tudo foi só flores tive muitos problemas depois do meu parto, mas graças a Deus deu tudo certo e hoje estou bem so me recuperando para voltar ao normal e poder dar toda a atenção que minhas filhas merecem. No próximo post conto como tudo aconteceu agora vo terminar para dar atenção as minhas bebês rS.

domingo, 3 de julho de 2011

Dúvidas sobre o parto...

0 comentários
Achei um questionário sobre as principais dúvidas sobre o parto e suas respectivas respostas. Me ajudou muito, espero que ajude vocês também.


1 - Quais são os sinais de que o parto está próximo? 
Para 60% das mulheres, o sinal de largada são as cólicas, que começam na parte final da coluna - ou na bexiga - e são acompanhadas pelo endurecimento do útero. Você também pode perceber que chegou a hora se houver vazamento de líquido amniótico pela vagina depois que a bolsa estourar, se tiver um pequeno sangramento ou, ainda, se eliminar o tampão mucoso que protege a entrada do útero. Em menos de 2% dos casos, a mulher não apresenta nenhum indício de que o bebê está chegando. 


2 - Quais são as fases do trabalho de parto? 
A primeira etapa começa quando as contrações ficam ritmadas, de dez em dez minutos, e seu útero chega à dilatação completa, de dez centímetros. A segunda fase é a de expulsão do bebê, quando você fará força. A última é chamada de dequitação e acontece quando a placenta sai pelo canal do parto, normalmente dez minutos após a saída do bebê. 


3 - Quanto tempo pode durar um trabalho de parto? Os médicos consideram que a gestante entrou em trabalho de parto quando tem mais de três centímetros de dilatação no útero. Desse momento em diante, um parto demora de oito a 18 horas. 


4 - Como são as contrações? 
Você vai sentir que a barriga fica bem dura e também uma dor semelhante à das cólicas menstruais, nas costas, na altura do sacro, vindo em direção ao abdômen. Essa dor começa fraca, intensifica-se no pico da contração e depois some, como uma onda. Conforme o trabalho de parto avança, as contrações ficam mais frequentes, fortes e demoradas. No intervalo entre elas, você não vai sentir nada. É importante saber que, a cada contração que passa, é sinal de que logo você estará com seu filho no colo! 


5 - É possível deixar esse momento antes do parto mais confortável? 
Técnicas de relaxamento e respiração e massagens circulares nas costas ajudam muito durante o trabalho de parto. Caminhar contribui para diminuir a dor das contrações e controlar a ansiedade. Procure uma posição que seja mais confortável para você, sentada ou em pé. Outra opção para alívio das dores é ficar em imersão numa banheira de água quente. Procure respirar de maneira profunda e lenta, inspirando pelo nariz e expirando pela boca, isso melhora o oxigênio que vai para o bebê. 


6 - Quando devo ir para a maternidade? 
Quando você começar a sentir contrações regulares, com intervalos diminuindo e a intensidade aumentando. Uma dica é se deitar um pouco depois de um banho quente. Se as contrações diminuírem ou pararem, ainda não deve ter chegado a hora. 


7 - Vou precisar raspar os pelos pubianos? Antigamente, os médicos faziam a tricotomia (raspagem total) por achar que facilitava a higiene. Mas a prática caiu em desuso, pois as fissuras provocadas pela depilação aumentam as chances de infecção. O ideal é manter os pelos aparados ou curtos. 


8 - O que é melhor: parto normal ou cesárea? 
Tanto para a mãe quanto para o bebê, o parto normal é mais saudável e menos arriscado. A recuperação da mulher costuma ser mais fácil. Já a cesárea, como qualquer cirurgia, implica riscos. Se houver erro no cálculo da idade gestacional, o bebê pode nascer prematuro. É indicada quando não é possível realizar o parto normal ou quando a segurança de mãe e filho está em risco. 


9 - Quais são as opções de anestesias para o parto? Há três técnicas, e a indicação de cada uma delas depende de fatores, como o quadro clínico, a tolerância da paciente à dor e o estágio em que está o trabalho de parto. A anestesia peridural, mais fraca em relação aos outros métodos, permite a renovação da dose e não tira a sensibilidade da mulher aos movimentos. Na raquidiana, anestesia de efeito mais rápido e mais potente, a aplicação é única. A terceira opção é o duplo bloqueio, que combina as anteriores e é indicada para quem tem muita sensibilidade à dor e ainda está no início do trabalho de parto. No parto normal, pode ser utilizada qualquer uma das técnicas. Na cesariana, a participação da mulher não é importante, por isso, normalmente, os médicos usam a raquidiana. 


10 - Vou sentir dor no parto? 
A anestesia acaba com a dor. No parto normal, em geral, os médicos esperam que a gestante esteja com 5 centímetros de dilatação para aplicar o analgésico. Isso porque as contrações representam um estímulo importante para o bebê. Os médicos, no entanto, admitem que quem deve indicar o momento da anestesia é a grávida porque o limite da dor é diferente de uma mulher para outra. É preciso ficar atenta para não se deixar influenciar por cenas de sofrimento no parto divulgadas em filmes, novelas. A realidade não é essa. 


11 - Quando é feita a indução do parto? 
Quando o colo do útero não dilata o suficiente para a passagem do bebê ou demora demais e por algum motivo o parto precisa ser acelerado, o médico induz o útero a contrair, usando um hormônio chamado ocitocina, que é sintetizado em laboratório. Você o receberá injetado, por meio de um cateter no braço. 


12 - Quais são as melhores posições para ter parto normal? 
O ideal é que você esteja confortável. Na hora da expulsão do bebê, você pode ficar apoiada sobre o lado esquerdo, com uma perna estendida e outra flexionada, recostada na cama, de cócoras ou agachada na água. A posição tradicional, deitada com as pernas em perneiras, facilita o acesso do médico ao bebê, mas exige mais esforço na hora da expulsr ão, já que a gravidade não ajuda. Também tem outra desvantagem: você não vê o bebê nascendo. Converse com o seu médico antes sobre isso. 


13 - Vou ter que fazer episiotomia? 
Esse corte no períneo (a musculatura entre a vagina e o ânus) é feito para facilitar a saída do bebê no parto normal e evitar o rompimento dos tecidos nessa região. Ele acontece quando a gestante já recebeu a anestesia para o parto. Se não houve analgesia, você pode pedir um anestésico local. Alguns médicos nem a realiza mais, e nem sempre a mulher precisa fazer a episiotomia. Converse com o seu obstetra sobre esses detalhes antes do parto. 


14 - Onde é feito o corte da cesárea? 
A incisão é feita bem pertinho da região dos pelos pubianos e tem, em média, 10 centímetros. Os pontos serão retirados duas semanas depois do parto. A cicatriz tende a sumir com o tempo. 


15 - Posso amamentar o meu filho logo após o nascimento? Tudo vai depender das suas condições de saúde e as do seu bebê. Se ambos estiverem bem, sim. A mamada na primeira hora favorece a capacidade de a mãe prosseguir com a amamentação com sucesso. Além disso, ela faz com que o bebê fique menos estressado e tenha a frequência cardíaca mais equilibrada. Além de todos osbenefícios da amamentação, sugar o peito estimula a liberação de ocitocina na mãe, que incentiva contrações uterinas, expulsando a placenta.

quinta-feira, 30 de junho de 2011

Contado os dias...

0 comentários
Últimos dias que a médica me deu para minha filhota nascer e até agora nada...estou hiper anciosa mas do que ja estive durante toda a minha gravidez. Não sei mais o que é dormir a noite toda, acordo de 1 em 1 hora pára ir no banheiro, sem contar o desconforto que é deitar, sem ter uma posição que consiga ficar, ás vezes é melhor dormir sentada do que tentar dormir deitada na cama. Mas graças à deus ta acabando, pelo menos o desconforto porque as noites mal dormidas ta só começando...Ai Jesus vai começar tudo de novo rS, pelo menos vai ter alguém acordada comigo minha bebezona Anna Rafaela.

quarta-feira, 22 de junho de 2011

Momentos finais para o Papai

0 comentários

Futuro Papai

Você olhou de relance para a mamãe e notou seu perfil, aquela grande barriga...e se sentiu momentaneamente culpado. Ela está cansada, excêntrica, com tonturas, não pode dormir porque tem de ir ao banheiro a cada 30 minutos, com azia crônica e indigestão e seu mau humor é um reflexo dos desconfortos tardios da gravidez. Você se sente responsável por tudo? Vamos refletir um pouco. A mãe não pode conceber sem o pai ou vice-versa. A gravidez é uma atuação de equipe. É claro que você não passou por todos aqueles desconfortos físicos mas você fez a sua parte se preocupando em manter o bem estar dela. Esteja lá com ela. É tudo o que ela quer. Mostre que seu amor não diminuiu por causa dessas alterações. Você pode ajudar a mamãe a aliviar essa carga final, simplesmente estando a seu lado. Não se sinta culpado; ao contrário sinta-se um COMPARSA dessa trama.

segunda-feira, 20 de junho de 2011

Esse final ta dificil....

0 comentários
Nossa não lembrava como era difícil o finalzinho da gravidez, além das dores, os encomodos, os falsos avisos, a  falta de vontade de levantar da cama sem contar a extrema curiosidade de ver e saber como é a minha picurruxa, -aff- juntando tudo isso cada dia que passa fica pior a angústia e espera pelo momento em que ela vai decidir vir ao mundo. 
Mas enquanto ela e Deus acharem que o melhor é aguardar mais algumas semanas, assim será. Só rezo para ter uma boa hora e para que tudo saia bem tanto para mim quanto para minha filhota...

Minha 38° semana...

0 comentários
Como você está:Você nunca pensou que um dia teria tanta preguiça de se levantar do sofá, nem que pudesse ser tão difícil virar de lado da cama... E a dor que sente ao acordar e se levantar com a bexiga cheia? Calma! A gravidez está chegando ao fim e cada dia extra que seu bebê passa em sua barriga, são mais 30 g que acumula para enfrentar o mundo fora do útero.

O que está acontecendo com o bebê: O bebê está maduro, prontinho para nascer. Nessa fase, a cabeça e o abdômen do pequenino estão com a 
mesma circunferência. Em um ultra-som 3D, é possível ter uma boa idéia da aparência de seu filho.

Como identificar os sinais do verdadeiro e do falso trabalho de partoSangramentos 
V - O tampão, muco que cobre o colo do útero, pode ser expelido pouco antes do início do trabalho de parto 
F - Não há Dilatação 

V - O colo do útero ficará mais fino e dilatado 
F - Não há Ruptura das Membranas 

V - A bolsa de água se romperá no início ou durante o trabalho de parto 
F - Não há Contrações uterinas 

V - As contrações podem ou não ser doloridas. Ficam mais fortes, freqüentes e duradouras. São regulares. Não passam mesmo quando você faz alguma atividade
F - Podem ou não ser doloridas. Geralmente, têm a mesma freqüência, força e duração. São irregulares. Em geral, passam quando você faz alguma atividade.
 

Fonte: Revista Crescer

segunda-feira, 13 de junho de 2011

Minha 37° semana

0 comentários
Como você está:
O diâmetro do útero quadruplicou. Você talvez esteja com corrimento vaginal intenso. As contrações de Braxton Hicks se tornaram mais freqüentes e seu apetite está menos voraz do que semanas atrás. Se o inchaço nas pernas estiver te incomodando, recorra a sessões de drenagem linfática, evite alimentos com muito sal e beba muito líquido.

O que está acontecendo com o bebê:
Pesando cerca de 3 quilos, o bebê agora está gordinho, bochechudo. Mede cerca de 47 cm e, se nascer a partir de agora, não será considerado prematuro. Realiza movimentos respiratórios, treinando para a vida extra-uterina.

De olho nos sintomas
A pré-eclâmpsia, também conhecida como hipertensão da gravidez, é uma séria doença que pode ocorrer perto do fim da gestação. Alguns sintomas: grande e rápido ganho de peso, inchaço do rosto, das mãos e dos pés, aumento da pressão sanguínea, tonturas ou confusão mental. Eles podem vir acompanhados de fortes dores de cabeça, vista embaçada, náuseas e vômitos. Embora não se saiba exatamente o que causa a pré-eclâmpsia, ela será mais bem tratada quanto mais cedo for feito o diagnóstico. Se não for cuidada, pode evoluir para a eclâmpsia, bastante perigosa para mãe e filho, e caracterizada por todos esses sintomas e mais convulsões. Se você tiver esses sintomas, avise o médico. 

Quando o bebê vai chegar?
Todo mundo diz que a gravidez dura nove meses, mas o calendário de gestação pode ter até 42 semanas, ou 294 dias. Por quê? A gravidez a termo leva 37 semanas da concepção ao nascimento. Mas, como a maioria das mulheres não sabe qual foi o exato dia da concepção, os médicos marcam a data do início da gravidez no primeiro dia da última menstruação. Em média, a grávida dá à luz nove meses e sete dias depois do início de sua última menstruação


   

 

   

 
 

segunda-feira, 6 de junho de 2011

Minha 36° semana

0 comentários
Como você está:
Você achou que esse dia nunca chegaria? Mas aí está: você está no nono mês e em poucas semanas seu bebê estará em seus braços. Seu peso deve estar aumentando de 300 a 500g por semana. Nas consultas, o médico deverá examinar seu colo uterino, para verificar se já está se dilatando, anunciando a chegada do parto. Por mais difícil que seja, procure dormir ou pelo menos descansar, para que você esteja bem no dia do parto.

O que está acontecendo com o bebê:
Nas últimas semanas de gravidez, geralmente em uma das duas que antecedem o parto, o bebê se encaixa na bacia. Se esta é sua segunda gestação, o encaixe pode ocorrer só na hora do parto. Ele está completamente formado e, até o nascimento, permanecerá ganhando peso e crescendo no útero. Gordurinhas se acumulam em seu corpo, formando dobrinhas no pescoço, na cintura e nos braços.

Como tudo vai acontecer
É bom ter uma idéia de como será o trabalho de parto. Essa experiência é diferente para cada mulher - mais difícil para algumas, fácil para outras. Há três estágios no trabalho de parto, embora para você parecerá um só. No primeiro, o colo dilata e o bebê desce pela bacia. No segundo, a dilatação está completa e ele será “puxado” pelo canal de nascimento. No terceiro, a placenta e as membranas são expelidas. Converse com seu médico com antecedência sobre a possibilidade de você amamentar seu filho logo após o nascimento.


 

Falta poucooo

0 comentários

segunda-feira, 30 de maio de 2011

Dicas para relaxar durante o parto...

0 comentários
Massagens circulares nas costas, feitas pelo pai, por uma doula ou por uma enfermeira, ajudam bastante. Caminhar também contribui para diminuir a dor das contrações e controlar a ansiedade.
Se preferir permanecer sentada ou deitada, procure a posição mais confortável e use travesseiros e almofadas macias. Ficar em imersão numa banheira de água quente ou mesmo sob uma ducha proporciona muito alívio. Existem maternidades que oferecem música relaxante, cromoterapia (projeção de cores no teto do quarto) e travesseiros com aromas relaxantes. A respiração deve ser profunda e lenta, cadenciada, com inspiração pelo nariz e expiração pela boca, para melhorar a oferta de oxigênio para o bebê. Estar acompanhada das pessoas escolhidas para compartilhar esse momento também colabora para o bem-estar da parturiente.

Dúvids sobre o Trabalho de Parto

0 comentários
Cada mulher apresenta um tipo de trabalho de parto, e dizer exatamente quando começa é impossível. Não é um acontecimento isolado e sim um processo em que várias mudanças fisiológicas em seu corpo trabalham juntas para ajudar o nascimento do bebê.

Sinais do TRABALHO DE PARTO:
  • O colo torna-se cada vez mais fino e macio (também chamado de obliteração) e dilatado (até 10 centímetros). 
  • Ocorrem contrações em intervalos regulares e cada vez menores e se tornam mais longas e mais intensas.
  • Dor constante na parte inferior das costas, principalmente se também houver dores semelhantes às cólicas pré-menstruais.  
  • Surgimento de uma pequena mancha de sangue (secreção de muco amarronzado ou avermelhado). Se sair o tampão de muco que bloqueia o colo, o trabalho de parto é iminente; ou pode demorar alguns dias. Mesmo assim, é um sinal de que tudo está caminhando. 
  •  Rompimento da bolsa, mas só se houver contrações

A bolsa
Se sua bolsa romper ou se você achar que está perdendo líquido amniótico, ligue para seu médico. Você deve avisá-lo também se suspeitar de redução da atividade fetal ou se tiver qualquer sangramento vaginal, exceto se for uma mancha de sangue (caracterizada por uma pequena quantidade de muco avermelhado), febre, fortes dores de cabeça, alterações na visão ou dor abdominal. 

O que devo fazer no início do trabalho de parto?
É importante beber muito líquido. Alterne entre beber líquidos e descansar ou tente tomar um banho morno para acalmar as dores. Se puder descansar um pouco, será melhor para você. 

Posso ter contrações sem estar em trabalho de parto?
Sim. É o falso trabalho de parto se o colo não se dilatar (o médico poderá confirmar isso durante o exame), as contrações são irregulares e não parecem aumentar em intensidade e qualquer dor no abdômen ou nas costas é facilmente aliviada com um banho morno ou massagem. Beba água para enfrentar as contrações irregulares e improdutivas. Uma mulher começou a ter fortes contrações três dias antes de entrar em trabalho de parto. As contrações, embora dolorosas, eram completamente irregulares e imprevisíveis e aconteciam a cada cinco minutos, depois a cada sete, depois oito, depois cinco e finalmente a cada oito minutos. Quando a bolsa dela se rompeu, ela chorou de alívio, pensando que havia finalmente entrado em trabalho de parto. E havia. 

Consigo perceber quando o início do trabalho de parto está próximo?
Nem sempre. Embora você não saiba tudo o que está acontecendo, seu corpo começa a se preparar para o trabalho de parto até um mês antes do nascimento. Quando o verdadeiro trabalho de parto começa, o colo de algumas mulheres já começou a dilatar e a afinar. 

Outros sinais: 
  • Alívio quando a cabeça do bebê começa a entrar em posição na pélvis. 
  • Aumento da secreção vaginal. 
  • Mais contrações do tipo Braxton Hicks visivelmente mais intensas.
  • Surgimento de uma pequena mancha de sangue (secreção de muco amarronzado ou avermelhado).

Minha 35° semana...Faltam apenas 5 SEMANAS...

0 comentários
Como você está:
A barriga está pesando. Se você passa parte do dia em pé ou precisa caminhar com freqüência, cintas próprias para a sustentação da barriga podem fazê-la sentir-se melhor. O ideal é que, neste momento, tudo já esteja pronto: maternidade escolhida, quarto do bebê pronto e até detalhes de locomoção para o hospital já planejados, para quando você entrar em trabalho de parto. Tenha sempre em mãos os telefones de seu médico. Deixe os números também com seus familiares.

O que está acontecendo com o bebê:
O espaço no útero está bastante reduzido para o bebê. Ele já não tem a amplitude de movimentos que possuía e qualquer movimento que faça se depara com as paredes do útero. Porém, o empurra-empurra contra essa superfície fortalece a musculatura dele.

O que é trabalho de parto?
É um conjunto de contrações do útero que abre o colo e permite a saída do bebê, da placenta e das membranas. O que provoca o trabalho de parto ainda não foi completamente desvendado, mas se acredita que são as mudanças hormonais responsáveis pela maior parte. Se você acha que está em trabalho de parto, ligue para o médico e diga:
- se sua bolsa estourou;
- se teve algum sangramento;
- quando começaram as contrações;
- qual a freqüência das contrações;
- qual a duração das contrações;
- quanto tempo vai levar para chegar à maternidade. 


Fonte: Revista Crescer
 

terça-feira, 24 de maio de 2011

sábado, 21 de maio de 2011

Bolo de Fralda

0 comentários
 Fiz meu primeiro Bolo de Fraldas para o meu Chá de Bebê. Não foi tão difícil e para o primeiro até que ficou bem bonitinho, eu A-M-E-I...


Ficou muito lindo, agora só estou na dúvida do que colocar em cima, tenho que resolver logo porque meu chá é amanha depois coloco a foto do resultado final...

terça-feira, 17 de maio de 2011

Lembranças que fiz para o meu Chá de Bebê

1 comentários
 Tudo simples, lindo, fácil e barato.

Minha 33° semana

0 comentários
É pessoal está cada vez mais proximo a chegada da minha princesinha faltam apenas 2 semanas e eu ainda tona correria pra comprar as coisas e arrumar nosso quartinho mas se Deus quiser tudo vai ficar pronto na hora certa para eu poder receber minha Anna Rafaela. Essa semana vai ser meu Chá de Bebê, depois posto aqui como foi tudo, as lembranças, os convites os presentes e tudo mais.


Como você está:
Inúmeras vezes ao dia, você deve sentir os deliciosos, e às vezes doloridos, chutes do seu bebê. Se passar muitas horas sem notá-los, procure comer alguma coisa doce e se deitar - o bebê responde rapidamente à glicose que chega em seu organismo. Se não houver reação ou se você achar que as respostas do bebê estão demasiadamente discretas, comunique seu médico.

O que está acontecendo com o bebê:
O cérebro do bebê continua crescendo muito, aumentando, por conseqüência, o tamanho da cabeça. Seu crânio é bastante flexível, de modo a facilitar a saída no momento do nascimento. A esta altura, os olhos têm uma pigmentação (em geral, provisória), que costuma ser azul.

FAÇA AS MALAS
É hora de deixar pronta a mala da maternidade. Veja o básico que você e o bebê devem levar: 

Mamãe

3 pijamas/camisolas 1 robe
3 sutiãs de amamentação
6 calcinhas grandes
1 chinelo
1 bolsinha de cosméticos, com xampu, condicionador, escovas de cabelo e de dentes, absorventes (caso a maternidade não forneça) e o que mais você estiver acostumada a usar

Bebê
6 bodies
6 culotes
6 macacões
2 casaquinhos (se ele nascer no inverno)
3 fraldinhas de boca
3 mantas
sapatinhos (se os macacões não tiverem pé)
 

segunda-feira, 9 de maio de 2011

Quando ir para o hospital

0 comentários
Dos sintomas considerados graves, no decurso da gravidez, destaquei os seguintes sintomas e situações:
  • Apresentar vômitos persistentes
  • Diarréia
  • Dor quando urina
  • Febre
  • Dor de cabeça que não melhora com analgésicos
  • Sangramento vaginal
  • Perda de líquido pela vagina
  • Sede intensa
  • Visão alterada
  • Desmaios
  • Alteração da fala
  • Confusão mental
  • Contrações
  • Inchaço de mãos ou rosto
  • Diminuição ou ausência de movimentos fetais ou qualquer sintoma que você considere anormal e que não esteja neste quadro.

Minha 32° semana

0 comentários
Como você está:
Daqui para frente, será cada vez mais difícil fazer refeições fartas. Além de volumoso, seu útero está bastante elevado, com a porção superior cerca de 15 cm acima do umbigo. Vez ou outra, pode ser que você tenha contrações de Braxton Hicks. São contrações às vezes indolores, mas desconfortáveis, que acontecem em intervalos irregulares. A barriga fica rígida e, em seguida, volta ao normal. Nas últimas semanas, ficam mais freqüentes e são chamadas de falso trabalho de parto. Fique atenta: mais do que quatro contrações por hora durante o descanso podem ser sinal de parto prematuro.

O que está acontecendo com o bebê:
O bebê está com cerca de 38 cm de comprimento e pesando quase dois quilos. Está em fase de acentuado crescimento e ganho de peso. Espera-se que, a cada semana, daqui até o parto, ele ganhe de 200g a 250g, crescendo de 1 a 2 cm. Em partos ocorridos nessa fase, o bebê tem 85% de chance de sobreviver.
 
Mas é pra já?
Os trabalhos de parto que se dão antes da 36ª semana são chamados de pré-termo e podem resultar no nascimento prematuro do bebê. São várias as causas de trabalho de parto pré-termo. A probabilidade de acontecer é maior se você está grávida de gêmeos, se já teve um parto prematuro ou se tem algum problema no útero. A probabilidade de parto prematuro pode ser revertida se for previamente identificada e tratada. Se você tiver algum dos sintomas descritos abaixo, avise o médico imediatamente:
- aumento das contrações uterinas. Se estiverem ocorrendo mais do que quatro por hora enquanto você estiver descansando, especialmente se forem regulares, o médico deve ser avisado;
- cólicas como as menstruais, se forem intermitentes ou continuadas;
- pressão na pélvis, nas coxas e costas;
- corrimentos vaginais;
- diarréia ou cólicas intestinais;
- sentimento generalizado de que algo não está correndo bem. 


Fonte: Revista Crescer

terça-feira, 3 de maio de 2011

Minha 31° semana

0 comentários
Como você está:
Você se sentirá desconfortável com o aumento de peso. Talvez sinta falta de ar: o bebê pressiona seu diafragma e os pulmões. Por isso, subir escadas ou caminhar no shopping tornam-se atividades cansativas. A dor nas costas e o cansaço também podem restringir seus movimentos. Se puder, diminua o ritmo de trabalho e descanse sempre que possível. Peça ajuda aos outros e exija menos de si mesma. 

O que está acontecendo com o bebê:
O cabelo do bebê engrossou. Suas unhas estão crescendo e, pouco depois do nascimento, deverão ser cortadas. O cérebro continua em crescimento e já consegue controlar a temperatura do corpo do bebê. Com exceção do pulmão, todos os órgãos vitais estão pronto para o nascimento.

O melhor amigo
Que tal fazer uma listinha com nomes de pediatras indicados? Pergunte ao seu médico de confiança, a amigos e familiares. Se quiser, pode marcar uma conversa com o pediatra antes de o bebê nascer. O procedimento não é fundamental, mas pode ser útil para começar a estabelecer uma relação de confiança com o médico e aprender a lidar com o filho nos confusos primeiros dias. É bom ter a segurança de saber a quem recorrer quando o bebê nascer.

Fonte: Revista Crescer

segunda-feira, 25 de abril de 2011

Eclampsia

0 comentários



A eclampsia é uma complicação da gravidez, e é a forma mais grave da pré-eclampsia. A pré-eclampsia é caracterizada pelo aumento da pressão arterial, edema e liberação de proteínas na urina. Já a eclampsia é caracterizada ainda por convulsões, que acontecem porque a pressão sobe muito e assim o fluxo de sangue que vai para o cérebro diminui. Essa é a principal causa de morte materna no Brasil atualmente.
A pré-eclampsia se caracteriza pelo surgimento de pressão alta durante a gravidez e é restrita ao período de gestação. A mulher também fica inchada e apresenta sinais de perda de proteína na urina (nesse caso, a urina faz mais espuma). Esse aparecimento de proteína ocorre um pouco mais tardiamente, mais para o final da doença.
Esse quadro só se manifesta durante a gravidez, após o quarto ou quinto mês. Geralmente, a grande maioria dos casos de eclampsia e pré-eclampsia ocorre no oitavo ou nono mês. Por isso, é importante que a mulher saiba que não existe alta do pré-natal. Infelizmente, algumas acreditam que por estarem no final da gestação não precisam mais voltar ao médico. Estão enganadas. É no último mês que o risco dessas doenças aumenta e, portanto, é o período em que elas mais necessitam de acompanhamento.
Por que razão a pré-eclampsia ocorre durante a gravidez é um mistério. Alguns tumores placentários provocam pré-eclampsia sem que haja feto.

Calor Excessivo e Transpiração

0 comentários
Esta sensação de calor que a gestante pode sentir principalmente nos últimos meses da gravidez, é provocada pelo aumento do nível hormonal, e faz com que a gestante tenha uma maior transpiração, principalmente à noite. Podem acontecer situações até engraçadas, de você sentir um calor absurdo em pleno inverno, enquanto todos estão trincando os dentes de frio. O que você pode fazer para reduzir esse incomodo: além de tomar vários banhos ao dia, vista-se em camadas, assim você poderá ir tirando as peças à medida queo calor for aumentando. E como você tem uma maior perda de líquidos por causa da transpiração, é importante repor bebendo muita água...

Nossa só faltam 10 semanas...

0 comentários
Nem acredito, faltam apenas 10 semana para poder ver o rostinho da minha filhota, estou super anciosa, quero ver logo o quarto pronto tudo arrumadinho só esperando a mais novo moradora da casa. Estou contando os dias para chegar a hora de ter minha filha nos meu braços... Porém essas últimas semanas estão sendo cansativas, estou muito grande, ela mexe demais, não tenho mais posição para dormir, acordo toda hora para ir urinar, sem contar minhas pernas que estão super inchadas e doendo...Aff
Alguns sintomas desse período:

FÍSICOS
  • Movimentos fetais cada vez mais intensos;
  • Sensação de dormência na parte baixa do ventre; 
  • Aumento da umidade vaginal (leucorreia);
  • Congestão nasal e sensação de entupimento do ouvido;
  • Prisão de ventre;
  • Âzia e dificuldade de digestão;
  • Câimbras nas pernas;
  • Possível inchaço dos tornozelos e dos pés, e às vezes também das mãos;
    Possíveis dores de cabeça, às vezes desmaios e tontura;
  • Surgimento de algumas veias varicosas e/ou hemorróidas;
  • Dores nas costas;
  • Falta de ar e dificuldades para respirar;
  • Insônia;
  • Sensação de coceira no abdomen.
EMOTIVOS
  • Uma certa ansiedade com relação ao bebê e ao parto;
  • Períodos de distração e falta de concentração no que se está fazendo;
  • Sonhos e fantasias sobre o bebê;

Minha 30° semana

0 comentários
Como você está:
É comum que você esteja com dor nas pernas e com os pés inchados (aliás, pode até ser que você precise usar sapatos um pouco maiores). O aparecimento de varizes também pode acontecer. Elas ocorrem por conta do peso do útero, que reduz a velocidade do fluxo de sangue e afeta certos vasinhos. Para diminuir o mal-estar, procure fazer pequenas caminhadas diárias, evitar ficar em pé por longos períodos, usar meias elásticas e deixar os pés para o alto sempre que puder.

O que está acontecendo com o bebê:
A partir desta semana, o bebê receberá muitas defesas do organismo da mãe. Elas irão ajudá-lo a lutar contra infecções no nascimento, estendendo-se pelos seus primeiros meses de vida. Ele agora mede 39 cm e está com cerca de 1,5 kg. Já tem algumas gordurinhas, que tornam sua pele bem menos enrugada do que eram semanas atrás. 

Uma relação de troca
“A placenta é uma policial de trânsito”, definiu certa vez Susan Fisher, bióloga de desenvolvimento da Universidade da Califórnia, em reportagem na revista Time. “Sua principal função é permitir a entrada de coisas boas e impedir a entrada de coisas ruins.” É ela quem “engana” o sistema imunológico da grávida e faz com que ela tolere a presença do embrião em vez de rejeitá-lo. O sangue da mãe e do feto tornam-se muito próximos na estrutura da placenta, e materiais passam de um sistema sangüíneo para outro. Se o sangue da mãe contém mais açúcar que o do feto, o excesso passa para o sangue fetal até que os níveis se igualem. Desse modo, o açúcar ingerido pela mãe alimenta o bebê. O crescimento intra-uterino depende fundamentalmente do funcionamento da placenta, que pára de crescer entre a 34ª e a 38ª semana.

Fonte: Revista Crescer

quarta-feira, 20 de abril de 2011

A Páscoa vem ai....

2 comentários

Minha 29° semana

0 comentários
Como você está:
Nesta fase, voltam a existir alguns sintomas desagradáveis do primeiro trimestre, mantêm-se os do segundo e surgem outros novos. O resultado é que você sempre está sentindo algum desconforto, variando entre dor nas costas, cãibra, azia, indigestão, cansaço, hemorróidas, etc.

O que está acontecendo com o bebê:
O bebê está acumulando gordura sob a pele, seu tônus muscular está aumentando e ele está bastante ativo (tanto quanto o espaço lhe permite). Começam a cair os pelinhos, chamados lanugos, que estavam distribuídos por todo o corpo do bebê. Fica apenas a penugem nas costas e nos braços


Fonte: Revista Crescer

quinta-feira, 14 de abril de 2011

Minha 28° semana

0 comentários
Como você está:
A barriga está grande, você está mais pesada e inchada. Está difícil encontrar posição para deitar e você deve estar com dificuldade para dormir. Sem contar os xixis noturnos e as divagações da mente acerca do que está por vir. Antes de se deitar, faça uma refeição leve e tome um banho morno ou quente. Deite-se do lado esquerdo do seu corpo - assim, você melhora sua circulação, já que evita um excesso de pressão na aorta e na veia cava, que ficam no lado direito do corpo. Experimente também colocar um travesseiro entre os joelhos e outro entre a lateral da barriga e o colchão.

O que está acontecendo com o bebê:
O espaço para o bebê no útero começa a ficar mais restrito e, tocando a barriga, o médico já é capaz de imaginar a posição em que está. Nas próximas semanas, o bebê tende a procurar posições mais confortáveis. Eles ficam muito bem de cabeça para baixo - posição bastante favorável para o parto normal.

Reta final
A última fase da gravidez leva a marca da ansiedade. O tempo está passando e daqui a 90 dias você estará com seu filho nos braços. É natural que fique apreensiva, que pense mais no parto e na saúde do nenê, sem falar nas novas responsabilidades de mãe. Aprender o máximo que puder sobre o nascimento dos bebês e seu desenvolvimento vai deixá-la mais confiante.

Fonte: Revista Crescer

quinta-feira, 7 de abril de 2011

Chegando ao terceiro trimestre....

0 comentários
Nossaaaa ja estou quase no meu terceiro trimestre, estou me sentindo uma baleia :-) ...
Não consigo mais caminhar com facilidade, estou me sentindo super, hiper-pesada, meus pés vivem inchados, me sinto muito cansada por qualquer esforço que faço, até para ir no meu portão ta sendo um sacrificio, ando um pouco parece que fiz uma maratona aff...
Mas também o lado bom, sinto minha filha mexer muito mais do que antes, sinto cada movimento dela por menor que seja, a sensação é M-A-R-A-V-I-L-H-O-S-A. 
A fome também aumentou absurdamente-rS-, acabo de comer passa uns 30min já estou com fome de novo parece que "Ela" nunca ta satisfeita, acabo comendo primeiro por mim depois por ela, tento me controlar mais ta difícil-rS. Bom agora está muito mais perto e aexpectativa para ver minha filha só aumenta, agora é so se preparar para os últimos meses, enquanto isso me divirto com a decoração do quarto e todos os preparativos para chegada da minha Anna Rafaela.

quarta-feira, 6 de abril de 2011

Minha 27° semana...

0 comentários
Como você está:
Enfim, você está entrando no ultimo trimestre de gestação. Não estranhe se sentir dificuldade em respirar fundo ou fazer uma refeição farta - esses caprichos deverão ficar para depois do parto, já que agora o espaço reservado para seus órgãos está reduzido.
 
O que está acontecendo com o bebê:
O cérebro do bebê está crescendo em ritmo acelerado e suas funções estão ficando mais sofisticadas. As pálpebras e narinas estão abertas e ele está

Agora é uma boa época para você preparar as lembrancinhas de maternidade e os cartões de aviso de nascimento. Faça uma lista com nome, telefone e e-mail das pessoas que devem ser informadas quando o bebê chegar. O pai, ou um amigo próximo, avisa os mais chegados. Quem visitá-los na maternidade ou em casa, ganha a lembrança. Elas podem ser compradas em lojas de enxoval de bebê, nos mais variados modelos e preços. Amigos mais distantes podem ser avisados com um cartão enviado pelo correio ou por e-mail.

Fonte: RevistaCrescer

domingo, 3 de abril de 2011

Sexo durante a gravidez...

0 comentários
As transformações acontecem desde o início da gravidez, tanto no corpo como na mente. Os hormônios jogados no corpo da mulher a deixam com sensações que podem diminuir a libido e a vontade de fazer sexo. É comum ela sentir náuseas, vômitos, cansaço e seios doloridos. A mais nova mamãe pode achar que fazer sexo pode prejudicar o bebê ou mesmo ocasionar um aborto.
Já o papai pode ter a sensação de ser o "protetor", olhando a sua mulher como mãe e não mais como amante, se afastando sexualmente dela para protegê-la e não prejudicar o bebê. Agora, se com o papai está tudo bem em fazer sexo com sua mulher grávida, mas ela ainda não quer, saiba que carinho, atenção, paciência e diálogo são fundamentais nesse período.
Corpo em ebulição - Já no segundo trimestre da gestação, as sensações incômodas que aconteciam no início cessam e a libido da mulher volta ao normal ou mesmo pode aumentar ainda mais, como relatam algumas mulheres. A região da vagina está sensível por causa da maior vascularização da região e é um dos motivos do apetite sexual aumentar.
Se o papai ainda tem algumas dúvidas em relação ao sexo, a mamãe pode tentar aos poucos mostrar para ele que o sexo na gravidez é bom e não prejudica o bebê.
Se o papai não tinha "neuras" e agüentou pacientemente os enjôos e vômitos da mamãe passarem, a hora é agora para aproveitar o aumento da libido da mulher e ficar "nas nuvens" com os novos peitos da sua amada que estão maiores. Só cuidado com eles, pois a sensibilidade está maior e pode doer mais facilmente.
Gangorra - A libido pode voltar a diminuir no último trimestre da gravidez; a barriga já está grande e incômoda, o cansaço volta, as dores da coluna aumentam e a mulher pode não estar satisfeita com o seu corpo e peso, achando que seu companheiro não a acha mais atraente.
A preocupação em machucar o bebê na penetração volta e o medo do orgasmo em ocasionar um parto prematuro também são motivos para evitar o sexo. Sexo não prejudica o bebê e não acarreta parto prematuro.

Muitos homens acham que sua mulher grávida é uma das coisas mais atraentes que existe. Outros têm medo de que seu pênis machuque o bebê na penetração. Outros não sabem que posição fazer sexo com aquele barrigão da sua mulher.
Sexo é muito bom durante toda a gravidez. Fortalece os músculos do períneo que ajudam na hora do parto, deixa a mamãe feliz e relaxada, e o bebê sente tudo o que a mamãe sente. Se a mamãe está feliz, o bebê está bem. A cumplicidade do casal pode aumentar.
Caso papai e mamãe não se sintam bem com a penetração, há outras maneiras de se relacionar. Sexo não é só penetração. Masturbação mútua, sexo oral ou anal, jogos eróticos, beijos, carinhos e atenção podem ser alternativas à penetração.
A posição do sexo deve ser a que tanto mulher e homem se sintam à vontade. Até a barriga aparecer não tem restrições, mas quando o barrigão está presente algumas posições são incômodas como a tradicional (mamãe e papai) já que o peso do homem em cima da mulher é ruim. Se a mamãe quiser ficar deitada assim, o papai deve elevar o tronco sem pressionar a barriga da mulher.
Outra posição seria a que os dois ficam deitados de lado, o homem penetra por trás, a conhecida posição conchinha ou colherzinha. A posição em que a mulher permanece com as mãos apoiadas, "de quatro", é outra opção. A mulher ainda pode ficar por cima do parceiro controlando a penetração e não há pressão sobre a barriga.
O sexo só é proibido ou restrito em algumas situações, como sangramentos durante a gravidez, descolamento de placenta, perda de líquido amniótico, risco de aborto, entre outros. Quem irá conferir é o ginecologista. E vamos combinar, sexo é bom demais...

Dicas
Conversa é tudo. Homem e mulher devem colocar o que sentem para que tudo caminhe com cumplicidade e entendimento com os sentimentos do outro.
Sexo é bom desde que não seja uma obrigação. Às vezes, um beijo ou um simples carinho vale mais que tudo.
A penetração não prejudica o bebê que está protegido por uma bolsa de água que amortece qualquer contato.